2 de agosto de 2017

A importância e os cuidados com o sentimento de amizade na infância

Toda criança tem o direito a ser amigo e ter amigo, faz parte da vida, e é fundamental estabelecer relações afetivas baseadas no sentimento de simpatia, solidariedade, lealdade, confiança, e respeito. Ser e Ter amigo transforma a vida, nos enriquece espiritualmente, ficamos alegres, e leves. A amizade é um sentimento abundante que nos aperfeiçoa. 

Os pais tem papel fundamental em observar os relacionamentos de amizade de seus filhos, buscando incentivar esse sentimento. No entanto, devemos estar atentos às relações de amizade, pois as crianças estão aprendendo a administrar seus sentimentos. O que esperamos é uma amizade saudável, porém as crianças podem se desentender fazendo ou falando coisas inadequadas que machuca o outro. Caso se torne uma rotina o divergir, faz-se necessário alguém para mediar a resolução do que desarmonizou a amizade. Logo, pais, responsáveis e professores podem trabalhar juntos a fim restabelecer o laço de amizade a partir de atitudes, como: 

✔ Entrar em contato com os pais do amigo da criança com o objetivo de encontrarem o motivo real do conflito; 
✔ Ensinar a criança a ter respeito pelo próximo; 
✔ Motivar a criança a retribuir de forma positiva qualquer hábito desconfortável promovido pelo amigo; 
✔ Mostrar que podemos nos arrepender e pedir desculpas; 
✔ Evitar proteger excessivamente as crianças, apontar o caminho que a criança deve seguir para resolver seus próprios problemas.

13 de abril de 2016

13 de Abril - Dia do Beijo - ''Cadê o beijo da pró''?

Já que 13 de Abril é o dia do beijo venho deixar aqui um recadinho sobre esse ato que expressa muito carinho e que é constante na escola de educação infantil entre coleguinhas, crianças e professora.

Tem beijo na acolhida; beijo durante o dia; ataque de beijos, - quando parece que as crianças combinaram de todos beijarem, abraçarem e cair sobre a professora até sua redenção (risos); beijo para ir embora. Na educação infantil é assim, o carinho não tem limites! É beijo sobre beijo, literalmente, e nessa troca de carinho podemos   contaminar, uns aos outros, com algumas bactérias, devido  as marcas que o beijo deixa, como exemplo a saliva, mesmo que for gotículas.

É manhã e a professora já ganhou o primeiro beijo de bom dia, chega mais um aluno e lá vem outro beijo sobre o beijo (a superfície já beijada, possivelmente, tem resquícios de saliva), assim corre o dia com carinhos e possíveis transmissões de vírus, bactérias que podem evoluir para alguma doença, como exemplo, a estomatite.

É costume das escolas de educação infantil estabelecer um quadro de funcionários super competentes na organização,  higienização das salas, banheiros, e acessórios de uso pessoal da criança, como copos, talheres. No entanto, esses cuidados diante o contato direto com uma superfície que aparentemente é inofensiva perde todo o potencial de prevenção de doenças.

Através desse Dia do Beijo tenho a intenção de alertar aos professores, coordenadores, diretores, e principalmente, os pais com relação ao beijo na escola. Que fique claro, não é má vontade, ou rejeição à criança, porém é mais um cuidado de nós professores para com relação aos pequenos.

Foi através de observações da rotina que cheguei a esse argumento de que o inofensivo beijo na bochecha pode ser o causador de espalhar viroses para uma turma inteira. Já que existe um cuidado intensivo com higienização do espaço, materiais, organização, e modos adequados de como utilizar materiais e servir as crianças. Por isso, vamos dar o recado a todos pertencentes da comunidade escolar. Esse não é um informe que gosto de estar passando, mas todo ato de prevenção a doenças devem ser adotados para o desenvolvimento e saúde de nossas crianças.

Reportagem sobre outras doenças transmissíveis pelo contato com saliva http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/noticias/6-doencas-transmitidas-pela-saliva

24 de janeiro de 2016

Curso: entendendo o TDAH - Equipe Neuro Saber

O transtorno de deficit de atenção  é de causa neurobiológica que, geralmente, ocorre na primeira infância, no entanto, traumas familiares, o fator de se expor exageradamente à luz artificial, alteração hormonal  podem ocasionar no individuo já na adolescência ou mesmo na fase adulta o TDAH, que tem como principais características a alteração de atenção, impulsividade, e inquietude física ou mental.

A equipe do Neuro Saber compartilha conhecimento sobre  a aprendizagem, desenvolvimento, comportamento, e está a oferecer mais um curso fundamental para nós pedagogos, pais, e estudantes da área de educação para compreendermos um pouco mais sobre o Transtorno do  Déficit de Atenção com Hiperatividade - TDAH, no ciclo de vida do ser  humano que pode afetar tanto a crianças na primeira infância, quanto a adolescentes e adultos.

Serão 3 aulas, o início é no dia 25 de Janeiro, e vai até o dia 31 de Janeiro de 2016. O material de estudo estará disponível para download e é gratuito. O curso ''Entendendo o TDAH'' não disponibilizará certificado com carga horária.

Se  você tem interesse em conhecer mais sobre o TDAH faça o seu cadastro, aguarde as  notificações no seu e-mail, e ótimo estudo!



http://www.neurosaber.com.br/